Home

Existe uma característica muito peculiar nos romances britânicos: sempre serão os melhores do mundo. Posso até estar errada ao fazer esta afirmativa, já que estou baseando a minha opinião em apenas três livros, mas posso afirmar que há algo tênue na literatura inglesa que faz com que ela seja tão singular. Inclusive, proponho que você, leitor, consiga me convencer que esta ideia é totalmente errônea.

Minha primeira experiência com romances – genuinamente perfeitos – foi com O Morro Dos Ventos Uivantes, de Emily Brontë, e, logo em seguida, aventurei-me no clássico Jane Eyre, de Charlotte Brontë (sim, ambas são irmãs). Agora, ao terminar de ler Orgulho E Preconceito, da autora Jane Austen, não tenho justificativas para discordar de que os britânicos possuem o melhor acervo deste tipo de literatura.

Naturalmente, a história envolve muitos personagens e, desta vez, não me cabe escrever os detalhes ínfimos do livro. Trata-se de um romance que envolve a personagem principal, Elisabeth Bennet, e o protagonista, Fitzwilliam Darcy. Ambos possuem um caráter forte e, em diversos momentos, é possível perceber o choque de personalidades. Como diz o ditado, “quem muito briga acaba gostando”, não era de se surpreender que os dois acabassem se tornando o casal da história.

Todos os personagens possuem relação entre si. Diferentemente do século atual, Orgulho E Preconceito foi escrito em um tempo em que casamento entre parentes era algo normal. Achei na internet um gráfico de interrelações entre os personagens e, para simplificar o enredo do livro, vou desmembrá-lo à la Quadrilha, de Carlos Drummond de Andrade.

“Mr. Bennet é casado com Mrs. Bennet, tem cinco filhas – Jane, Elisabeth, Mary, Catherine e Lydia – e mora em Netherfield. Os Bennet são parentes de Mr. Edward Gardiner e Mrs. M. Gardiner, bem como de William Collins, que é benfeitor de Lady Catherine de Bourgh e que se casa com Charlotte Lucas. Elisabeth Bennet possui atração por George Wickham e pelo Coronel Fitzwilliam, mas é por Mr. Darcy por quem se apaixona e vive um romance. Jane Bennet casa-se com Mr. Charles Bingley, que é irmão de Caroline Bingley, uma apaixonada por Darcy. Após os acontecimentos, os restantes dos personagens tem os seguintes destinos: Lady Bourgh não conseguiu fazer com que Darcy se casasse com sua filha, Anne; Mr. Wickham casa-se com Lydia forçadamente; e a irmã de Darcy, Georgiana, não é a mulher escolhida por Bingley.”

Apesar de parecer confuso, Austen escreveu o romance da maneira mais simples e sublime que se possa imaginar. Publicado em 1813, era de se esperar uma literatura de difícil compreensão, como a maioria dos livros deste século são. Mas Orgulho E Preconceito chega a beirar a perfeição, sem exagero algum. A riqueza de personagens, cenários e situações faz com que esta narrativa seja um clássico que todos deveriam experimentar.

Como era de se esperar, a obra rendeu muitos trabalhos artísticos. Isso inclui quatro adaptações para filme, duas séries televisivas, quatro peças teatrais e, claro, várias citações e versões para a literatura posterior. E por mais que o contexto de Orgulho e Preconceito seja considerado antigo, a sensação de ler um romance bem escrito é como ter todos os seus sentimentos renovados. Pode parecer piegas, mas não faz mal nenhum acreditar (de vez em quando) em finais felizes.

“A vaidade e o orgulho são coisas diferentes, embora as palavras sejam frequentemente usadas como sinônimos. Uma pessoa pode ser orgulhosa sem ser vaidosa. O orgulho se relaciona mais com a opinião que temos de nós mesmos, a vaidade com o que desejaríamos que os outros pensassem de nós.”

Fonte: Skoob

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s