Home

Americano, filho de alemães, cresceu em meio a Primeira Guerra Mundial, literatura autobiográfica e linguagem violenta. Não sei se chamo de peculiaridade ou coincidência, mas eu poderia estar falando de Bukowski. Só que não. Por incrível que pareça, existem muitas coisas em comum entre Henry Miller e Charles Bukowski, além do nome. Ambos são donos de obras transparentes, verdadeiros relatos da realidade americana.

Em Trópico de Capricórnio, o norte-americano Miller retrata as características abomináveis dos seus conterrâneos. Mesmo sendo escrito no período da Primeira Guerra Mundial, época que fragilizou o país, o livro tem extremo valor nos tempos atuais. Alguns conceitos e modos não se alteram com o passar dos anos e a sociedade continua a agir do mesmo modo de décadas passadas.

É impossível descrever qual a sensação de experimentar um autor pela primeira vez e identificar-se com suas palavras e opiniões. A cada trecho lido, se não saía uma lágrima no canto do olho, era um sorriso meio acanhado que se revelava. O humor e a visão de Miller sobre as pessoas é bastante agradável, apesar do seu linguajar pesado: é o típico cara que a gente pode chamar de “autêntico”, sem “papas na língua”.

Como na maioria das vezes, nos deparamos com pessoas que crescem em meios às dificuldades e que sabem tirar proveito disso. Miller e Bukowski possuem personalidades diferenciadas dos demais, que os tornam como referência para um pequeno público. Poderia citar milhões de versos intelectuais de ambos os autores, sendo eles pornográficos ou não. Mas não me cabe senso crítico para escolher qual a melhor afirmação a se fazer em uma madrugada fria.

Quão bonito é gente que faz escárnio sobre a sua própria vida. Quantas pessoas você conheceu e quantas não tinham vergonha de dizer que tomam café-da-manhã em padarias ordinárias, que dormem com prostitutas e que pedem dinheiro sem a menor pretensão de devolver?

“Há ocasiões em que a gente precisa romper com os amigos a fim de compreender a significação da amizade.”

Fonte: Skoob

Fonte: Skoob

Anúncios

Um pensamento em “Trópico de Capricórnio (Miller, Henry)

  1. Pingback: Trópico de Câncer (Miller, Henry) | Pitacos Culturais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s