Home

Não resisti, eu confesso. E antes que vocês pensem que eu sou uma viciada em literatura erótica ou algo do tipo, deixem-me explicar por que decidi que Juliette Society, da autora e ex-atriz pornô Sasha Grey, deveria ser o próximo livro da minha lista. Um: vocês viram o furor que o lançamento causou no Brasil? Dois: muita gente disse que era ruim e, acreditem se quiser, mas um livro intitulado “péssimo” me atrai mais do que os aclamados pelos críticos.

Qualquer leitor ficaria intrigado ou, no mínimo, curioso para saber se a famosa atriz de filmes eróticos venderia tantos livros quanto suas outras obras. Sim, ela realmente vendeu. Também aposto que muita gente ficou afim de ler para fazer uma comparação com essas trilogias que bombaram nos últimos anos, como Cinquenta Tons e Crossfire. Já aviso: nenhuma semelhança ou mera coincidência.

Juliette Society, como a própria autora narra no primeiro capítulo do livro, é “um clube secreto cujos membros pertencem à classe mais poderosa da sociedade: banqueiros, milionários, magnatas da mídia, CEOs, advogados, autoridades, traficantes de armas, militares condecorados, políticos, oficiais do governo e até mesmo o alto clero da Igreja Católica”.

Não preciso nem dizer que a característica principal de uma obra escrita por uma ex-atrix pornô é o sexo, certo? Ok. Catherine, personagem principal da história, é uma jovem estudante de Cinema e uma pessoa normal, sem aquele blá-blá-blá de adjetivos como E. L. James faz em seus livros. Ela é alguém que trata o sexo como necessidade básica (tipo água) e que está envolvida com pessoas parecidas com ela.

Durante a narrativa, conhecemos outros personagens marcantes. Jack, seu namorado. Marcus, seu professor na faculdade com desejos sexuais incomuns. Anna, colega de classe que mostrou o mundo ‘Juliette Society’ para Catherine. Bob, chefe de Jack e um homem completamente misterioso (e poderoso!). Mas antes que você vá correndo para a livraria comprar o seu exemplar, eu te peço: vai com calma, amigo. Procure um download na internet e poupe R$ 30,00 do seu cofrinho.

E só. Desculpe, mas a única coisa que posso contar sobre “Juliette Society” é que noventa por cento do livro é puro sexo narrado e imaginado pela personagem principal. Se você não tem estômago para encarar quase 250 páginas repletas de palavras como “pau”, “caralho”, “foder”, “masturbar”, “boceta”, “puta” e por aí vai, recomendo que você nem comece. Sasha Grey usou e abusou do vocabulário chulo em sua primeira experiência como escritora.

Qual a minha opinião? A obra chega a ser cômica em vários momentos. Principalmente nas narrativas sobre a nossa inaptidão de um assunto tão cotidiano: sexo. Vi alguns comentários negativos sobre a Bíblia ter sido citada em alguns parágrafos e confesso que não vi nada demais. Juliette Society é o tipo de livro que não dá para levar a sério, que não vale uma discussão/debate. De verdade.

Por que Juliette Society não é um livro tão ruim quanto falaram? Um: 60% do que é narrado lá são coisas tangíveis, sem aquelas fantasias sexuais grotescas que você vê em Cinquenta Tons. Dois: o humor de Sasha Grey é espetacular, soando um pouco familiar a Charles Bukowski e Henry Miller. Três: leitura rápida; ninguém merece ficar digerindo um livro por mais de uma semana. Quatro: deixe o preconceito de lado; nada melhor do que chegar na última página de um livro, bom ou ruim. Cinco: eu não estou nem aí para o que você vai pensar de mim.

Enfim, não conheço Sasha Grey como atriz pornô, mas se o objetivo dela era falar de sexo, meus amigos, ela conseguiu. Comparei Juliette Society com Cinquenta Tons porque é uma analogia fácil de compreender; enquanto o primeiro é quase um Kama Sutra, o outro é uma obra que bombou e até hoje me pergunto o porquê. E para quem reclamou que Juliette Society não é um livro que fala do título, aí vai a dica de ouro da própria autora:

“A primeira lição que aprendemos na escola de Cinema é: o enredo sempre se desenvolve em função do personagem.”

Fonte: LeYa

Fonte: LeYa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s