Home

Demorei tempo demais para descobrir que Frankenstein, da autora britânica Mary Shelley, é um romance (dos mais belos!). Ao contrário do que a maioria das pessoas imaginam, o livro não é uma história de terror e o personagem também não é tão aterrorizante como dizem por aí.

De forma epistolar, a narrativa conta as aventuras de um estudante apaixonado por ciências naturais, Victor Frankenstein, que decide criar um ser humano após muitos anos de estudo. Porém, ninguém imaginava que a criatura se parecesse fisicamente com um monstro, de porte gigantesco e características que o deixavam feio e com aspectos “moribundos”.

Ao abandonar sua criatura, Frankestein jamais imaginaria que o seu monstro seria capaz de cometer assassinatos. Durante uma conversa entre criador e criatura, ele descobre que os motivos que levavam o personagem a matar pessoas eram relacionados à profunda solidão que sentia por não ter uma companhia a quem dividir suas lamúrias.

Com essa súplica, a criatura pede ao seu criador uma fêmea, para ter com quem dividir e viver suas experiências. Ainda magoado pelos assassinatos do monstro, Frankestein decide não atender o pedido, gerando certa culpa e tristeza. Afinal, se todos possuem o direito de serem felizes, por que o monstro também não poderia ter esse prazer?

É neste momento que os corações sensíveis apertam, que os olhos escapam lágrimas e que a alma tenta compreender como pequenas lições de moral podem agregar algum significado para um livro. Levando a história para a atualidade, é possível fazer uma analogia em alguns minutos de reflexão: imagine as pessoas que, por qualquer motivo, são excluídos do convívio social.

Se você não entendeu a analogia, releia o livro. Ou nem leia.

“A mágoa excessiva impede o desempenho das obrigações de cada dia, incapacitando o homem, afastando-o do caminho do progresso e das boas coisas que sempre restam a se aproveitar da vida.”

Fonte: L&PM Pocket

Fonte: L&PM Pocket

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s