Home

Fazendo uma análise geral das minhas leituras nos últimos anos, percebi que a maioria das literaturas europeias – principalmente as que foram escritas no século XX – possuem uma característica peculiar: o cunho filosófico e o enredo em torno de um personagem de caráter único, muitas vezes perturbado. Pude ter certeza disso quando terminei O Jovem Törless, do austríaco Robert Musil, que narra as experiências do adolescente Törless em um internato no período pós-guerra.

A princípio, é possível identificar um personagem calmo, equilibrado e apaixonado pelos pais, já que ele era um dos poucos internados que mandava cartas à família. Com o tempo, a convivência e a rígida disciplina transformam o jeito de Törless se relacionar com os seus colegas, professores e funcionários. Por se tratar de um colégio militar só para meninos, as atitudes do jovem começam a mostrar sinais de homossexualismo com Basini e violência com Beineberg e Reiting.

Em certos momentos, o leitor pode ter aquela sensação de sufocamento. Törless, um jovem que tinha todos os traços para ser um grande homem na vida, se deixa levar pelos colegas masoquistas e sádicos, tornando-se violento e inquieto. Muitas vezes, lembrei do renomado clássico Vigiar E Punir, do francês Michel Foucault, que mostra as consequências do confinamento e da disciplina.

O Jovem Törless é uma obra para quem tem estômago, deixando o leitor a mercê do seu grau de maturidade para conseguir absorver as lições de moral subentendidas nas entrelinhas. Se eu tivesse lido no ano passado, tenho certeza que escreveria essa resenha de outra forma.

“Pois a primeira paixão adolescente não é amor por uma pessoa, e sim o ódio a todas as pessoas. Sentir-se incompreendido e não compreender o mundo não é o efeito de uma primeira paixão, mas sua causa. A paixão é apenas um refúgio, no qual estar com outro significa solidão duplicada.”

Fonte: Skoob

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s