Home

Estamos tão acostumados com a dramatização dos sentimentos que, quando um ser humano é ausente e imune às emoções, é facilmente julgado por isso. Como se a vida fosse um manual de instruções que deve ser seguido a risca por nós, meros mortais. E quando falamos isso nos referindo a um livro escrito na década de 40, a discussão ainda toma outros rumos.

Nunca entendi quando um livro vira um clássico e/ou quando um clássico vira um polêmico. No caso da obra O Estrangeiro, do franco-argelino Albert Camus, o romance discute justamente o conceito de uma palavra muito usada, mas pouco interpretada: o absurdo, que no conceito filosófico significa a busca incessante por significados sobre a vida.

Em seu livro, Camus conta a história de Mersault, um assassino que recebe um telegrama comunicando o falecimento de sua mãe, que vivia em um asilo. Desde o momento de sua chegada no local, o nosso protagonista é julgado pelas pessoas devido a sua incapacidade de demonstrar sentimentos.

Ainda no decorrer da história, o personagem ainda participa da morte de um árabe que não tinha boas relações com o seu vizinho. Além de ser morto a facadas, Mersault ainda retorna ao local e dispara alguns tiros sob o corpo que não tinha mais vida. Foi exatamente essa frieza e falta de remorso que fazem com que os juízes decidam que a execução seja a melhor solução para ele.

E é aí que fica a discussão: se a maioria das pessoas fossem como Mersault, isso significa que as pessoas sentimentalistas seriam julgadas negativamente pela sociedade? É indiscutível que os valores da sociedade francesa durante a década de 40 sejam mais rigorosos do que atualmente, o que nos faz entender que, mesmo após meio século, pensamos da mesma forma que os nossos antepassados. Quão bom ou ruim isso é?

Observação: O Estrangeiro faz parte de uma trilogia, sendo o primeiro livro, seguido por O Mito De Sísifo e Calígula.

Fonte: Skoob

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s