Home

Um dos meus gêneros literários preferidos é o romance, principalmente se forem britânicos. Nunca consegui explicar porque os escritores ingleses são melhores nesse quesito, mas a autora Dinah Jefferies fez com que eu afirmasse ainda mais essa minha opinião. Apesar da editora Pararela registrar o livro como “ficção histórica inglesa”, para mim, O Perfume Da Folha De Chá é o mais novo e melhor romance contemporâneo da minha vida. E deixem-me explicar o porquê.

Contextualizando, a história acontece na década de 20 do século XX, quando a jovem inglesa Gwendolyn Hooper parte da Escócia para encontrar seu marido, Laurence Hooper, no Ceilão, uma colônia que teve o domínio britânico entre 1802 e 1948 (hoje, as ilhas são de posse do Sri Lanka, um país localizado ao sul da Índia). À primeira vista, eles são um perfeito casal para a sociedade, pois Gwen é uma dama e Laurence é proprietário de uma grande fazenda de chá. Mas, o que poucos sabem é que ambos escondem segredos assustadores sobre seus passados.

Alerta: não leia a resenha a partir desse parágrafo caso não queira spoilers.

Laurence é um homem que foi casado com Caroline e teve um filho chamado Thomas. Durante a maior parte do livro, ele esconde o motivo do suicídio de sua primeira esposa e porque seu relacionamento com a irmã, Verity, e sua amiga, Christina, são tão misteriosos. Já Gwendolyn, após uma gravidez de gêmeos, em que cada um dos filhos tinha uma cor diferente (lembrando que os cingaleses, como eram chamados as pessoas que habitavam o Ceilão, eram pessoas com tonalidade de cor próxima aos negros), se vê obrigada a abandonar sua filha para a aia, Naveena, entregando-a para uma aldeia.

Durante anos, Gwen se vê perseguida e atormentada por esconder esse segredo. Do mesmo jeito, a desconfiança com as atitudes de Laurence e de seus funcionários e vizinhos fez com que ela sentisse cada vez mais vontade de compartilhar a dor de ter se desfeito de uma filha por causa de sua cor. Após alguns anos, Gwen descobre que Liyoni foi abandonada novamente e decide levá-la para casa. Com a ajuda da aia, começa a cuidar da menina como se aquele hiato de anos não tivesse acontecido. Infelizmente, o médico da família descobre uma doença degenerativa e Gwen se vê obrigada a aproveitar os últimos momentos com a filha.

Com um ápice poderoso, a escritora Jefferies finaliza O Perfume Da Folha De Chá com um desfecho arrebatador. Laurence, que até então era um homem misterioso e cheio de segredos, decide contar o motivo do silêncio sobre seu passado. Caroline teve um filho de cor também, porém, na época, Laurence acreditava que fosse traição. Sofrendo pelo julgamento, a ex-esposa decide suicidar-se com o filho no lago da fazenda, deixando Laurence com o sentimento de ter sido injusto.

Ao perceber o mesmo sentimento em Gwen, ele decide pesquisar sobre seus antepassados e descobre que sua avó é negra, o que justifica os filhos não serem brancos. Ou seja, numa época em que não existia tantos estudos científicos, tampouco o exame de DNA, a situação era um tanto desconcertante. A reputação da mulher, no século passado e até nos dias de hoje, é colocada em jogo, como se fossemos obrigadas a provar algo para a sociedade pelo simples fato de sermos mulheres.

Do início ao fim, Jefferies me prendeu. Não sei explicar o principal motivo, ainda mais porque sempre explico aqui que adoro finais infelizes. No caso de O Perfume Da Folha De Chá, acredito que seja o contrário: temos um final feliz (de forma parcial), apesar de muito cruel. Chega a ser tão cruel que emociona, encanta e nos faz ter a esperança de que nem mesmo o maior erro do passado nos faz ser uma pessoa má. Afinal, sempre dá tempo de reconhecer que erramos.

O Perfume da Folha de Chá

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s