Home

Rastros de Sangue - Val McDermid

“Nada que valha a pena ter vem fácil.”

Quem acompanha o Pitacos Culturais por um tempo, já deve ter percebido a minha paixão por histórias sobre crimes e mistérios. Sempre gosto de analisar a criatividade do autor em desenvolver e solucionar algo que, na maioria das vezes, parece impossível. Por isso, a ansiedade é minha companheira fiel nessas situações. Às vezes, a decepção vem de brinde. Deixem-me explicar o porquê.

As expectativas para a leitura de Rastros De Sangue, da escocesa Val McDermid, eram muito grandes. O fato da obra ter dado origem ao seriado Wire In The Blood e ainda ter mais de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo foram cruciais para que eu pudesse chegar na última página e ficar em silêncio e totalmente sem palavras, mas de certa forma negativa.

Rastros De Sangue tinha tudo para me deixar sem fôlego. Garotas estão desaparecendo por todo o país e uma equipe de análise de perfis criminais chefiada pelo Dr. Tony Hill precisa achar pistas que mostrem as conexões entre os casos. Somente após a morte da policial Sharon Bowman é que as coisas começam a fazer sentido e todos correm contra o tempo para tentar provar que a teoria da falecida é a mais pura verdade.

Como se não bastasse, a equipe ainda tem que descobrir quem é o responsável pelos incêndios em massa que estão acontecendo. No final, as teorias se transformam em provas e os suspeitos são detidos. Até aí, não vemos nada demais na narrativa de McDermid. Acredito que a quantidade excessiva de personagens tenha sido uma estratégia da escritora para confundir os leitores, mas, desde o início da leitura, sabíamos que o único propósito do livro era prender o suspeito inicial.

O ponto fraco de Rastros De Sangue é que McDermid nem se deu ao trabalho de dar um novo roteiro para os personagens, deixando de surpreender o público. A impressão que tive é que os personagens só tinham que desenrolar a narrativa e provar que estavam certos, sem nem ao mesmo termos a chance de acusar os personagens, como costumamos fazer em qualquer ficção policial. Ou seja, o objetivo de causar dúvidas não foi cumprido e o que restou foi uma decepção.

Além disso, a edição possui muitos erros ortográficos, demonstrando a falta de cuidado com a obra. Apesar dos erros não terem influenciado na compreensão da leitura, senti que a revisão foi deixada para trás e que fiquei bastante incomodada. Em resumo, não se iluda com a nota aplicada no Skoob ou tire as suas próprias conclusões…

“Se ignorarmos a dor das pessoas, merecemos o desprezo delas.”

Rastros de Sangue

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s