Home

Não Vai Acontecer Aqui - SInclair Lewis

O 45º presidente norte-americano tem nome de personagem da Disney, mas está longe de fazer os Estados Unidos parecer um conto de fadas. Donald Trump, a grosso modo, é um retrato de que os seus problemas de gestão não são uma obra literária de ficção com 406 páginas. Pelo contrário, o pesadelo está muito longe de acabar.

“Todo homem é rei contanto tenha alguém a quem menosprezar.”

Quando vi o lançamento de Não Vai Acontecer Aqui, do norte-americano Sinclair Lewis, pela editora Alfaguara (do mesmo grupo da Companhia das Letras), não pude fingir minha surpresa. A obra é de um dos laureados do Prêmio Nobel de Literatura, sendo um dos mais importantes livros já escritos no País, retratando a tirania da década de 30 e servindo de comparação para os períodos políticos atuais. Seria Não Vai Acontecer Aqui uma distopia?

distopia
substantivo feminino

  1. pat localização anômala de um órgão.
  2. lugar ou estado imaginário em que se vive em condições de extrema opressão, desespero ou privação; antiutopia.
  3. qualquer representação ou descrição de uma organização social futura caracterizada por condições de vida insuportáveis, com o objetivo de criticar tendências da sociedade atual, ou parodiar utopias, alertando para os seus perigos; antiutopia [Famosas distopias foram concebidas por romancistas como George Orwell 1903-1950 e Aldous Huxley 1894-1963.]

Bom, se analisarmos o significado, sim. Lewis jamais saberia o quão atual ele seria 82 anos depois do lançamento de sua magnum opus. Com a atual situação política nos Estados Unidos, seria injusto descartar a obra que discute a democracia e o espírito fascista da maior potência mundial. Qual a relação da ficção com a realidade?

“Feriados foram inventados pelo demônio, para influenciar as pessoas a crer na heresia de que a felicidade pude ser obtida com ruminações.”

Buzz Windrip é um candidato à presidência dos Estados Unidos no período da Grande Depressão. Ele é interiorano, populista e preconceituoso, mas mesmo assim consegue vencer a eleição. Como se não bastasse, suas declarações e ações sobre o Congresso e a Constituição americana fazem com que seu jeito de liderança seja comparado a líderes fascistas.

Enquanto isso, Doremus Jessup é um jornalista que decide usar a imprensa clandestina e uma rede de apoiadores para derrubar o mais novo presidente e salvar o país dessa barbárie e de um regime totalmente autoritário. Quem tiver a oportunidade de ler a obra, sugiro que reserve uma atenção especial para o capítulo 8, onde fica claro a prepotência de Windrip (e que se assemelha parcialmente com Trump).

“[…] Ficou um pouco cheio deles todos e da brutalidade inalterável do fato de que nenhum homem normal pode suportar por muito tempo a tragédia de outro, e de lágrimas solidárias um dia se tornam coices irritados.”

Em resumo, Não Vai Acontecer Aqui mostra a ascensão e a queda de Windrip, a busca incessante em fazer justiça e evitar que filosofias que não promovem o crescimento da população devem causar incômodo nos civis. Basicamente, Lewis prevê o futuro infeliz de uma nação que tem dinheiro, mas não tem pessoas que saibam gastá-lo. Ao excluir os trabalhadores e empregadores do alicerce que garante o futuro de uma nação, não temos como defender as iniciativas de qualquer governo.

Inclusive, não aceite como “normal” qualquer líder partidário que defende a exclusão de Sindicatos Trabalhistas, que define o sistema financeiro que você deve seguir, que escolhe a sua religião, que divide uma nação entre negros e brancos, que te manda para a guerra, que provoca guerras, que expulsa imigrantes, que separa a população em classes sociais e excluir os de menor poder aquisitivo, que não oferece assistência aos pobres e desempregados, que não iguala a mulher aos homens, que não permite a escolha partidária contra o governo, enfim, que nega a sua prosperidade.

Não seja vítima quando você pode ser o herói da sua própria história. Mais Doremus Jessup e menos Buzz Windrip. 

Não Vai Acontecer Aqui

Fonte: Companhia das Letras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s