Home

Saco de Ossos - Stephen King

Faz um bom tempo que tenho vontade de participar de clubes de leitura. Além de interagir com outros leitores, essa seria a melhor forma de ter novas indicações de livros sem ter que passar horas escolhendo. Porém, nem tudo é como a gente espera: fiz a besteira de entrar em um grupo de WhatsApp e descobri que isso pode ser mais chato do que imaginava. Sair dessa prisão foi a minha melhor escolha, mas não larguei o desafio.

Eis aqui que tenho uma resenha intrigante. Supostamente, esse seria o meu 14º livro do Stephen King e o primeiro com apenas duas estrelas no Skoob. Essa é, na verdade, a minha pior experiência com o que costumo dizer “meu autor preferido”. E não tem problema nenhum nisso, porque seria hipocrisia da minha parte me referir ao autor somente com elogios. King também erra e Saco de Ossos é uma dessas obras que nem deveria ter sido lançada.

“As pessoas com alta tolerância ao tédio podem fazer um monte de coisas. É preciso cuidado com o horror.”

Bom, me sinto com uma boa carga de experiência para analisar a obra. Acompanho King desde 2013 e já tive oportunidades de conhecê-lo em todas as suas fases, desde o auge até as obras de menos prestígio. Confesso que ter uma grande expectativa a cada leitura dele fez com que essa resenha tomasse outro rumo, mas prometo ser a mais justa possível.

Se você é um leitor de King, sabe como todas as suas obras começam: com uma descrição dos personagens principais e do local principal onde vai se passar a história. Até aí tudo bem. Eu também achei que Saco de Ossos tinha tudo para ser um livro de cinco estrelas, só que a narrativa não convence.

“É assim que prosseguimos: um dia de cada vez, uma refeição de cada vez, uma dor de cada vez, uma respiração de cada vez.”

Mais uma vez, temos aqui um escritor de sucesso (semelhanças com Misery). Após a morte misteriosa de sua esposa, ele decide voltar a morar na casa do lago onde viveram por muito tempo. Segredos estão escondidos em Sara Laughs, mas isso pouco importa: é o milionário Max Devore e sua esposa Mattie, além da filha Kyra, que passam a fazer parte da sua vida, juntamente com as forças estranhas que acontecem em seu novo lar.

Parece uma história que vai te deixar sem fôlego e só parece mesmo. As 566 páginas não convencem e não têm mais do que palavras. Precisei de cerca de 28 dias para chegar ao fim e pensar: “puta merda, o que aconteceu com você, King?”. Porque sim, eu esperava mais do que mortes esquisitas. Esperava mais do que um final feliz. Esperava mais, levando em consideração que foi criado uma série sobre o livro e que ele só tinha escrito essa obra em 1998. Saco de Ossos é um saco. Vazio, infelizmente.

Saco de Ossos

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s