Home

Steve Berry - O Mito de Lincoln

Norte-americanos são pioneiros em best sellers. Toda vez que me deparo com a vitrine de uma livraria e me interesso por um autor, na maioria das vezes ele é da terra do Tio Sam. Talvez seja por isso que a semelhança entre eles seja tão explícita, atraindo sempre os mesmos leitores e oferecendo as mesmas narrativas literárias previsíveis.

Não acho que isso seja ruim. A literatura de massa faz com que muitos leitores tenham uma experiência positiva e, a partir daí, comecem a explorar um pouco desse infinito universo. Mas uma coisa me incomoda: por que Steve Berry não conseguiu me convencer? Afinal, o gênero policial é um dos meus preferidos.

A explicação é bem simples. Berry entretém, mas não conquista. Me arrisco a dizer que o estilo literário do autor é do estilo fast food, pois tem diálogos em excesso, que fazem com que a leitura flua rapidamente sem que percebamos. As descrições, no entanto, são um caso a parte, já que não são aprofundadas e, como é de se esperar, o leitor não consegue se inserir no cenário da história.

O Mito de Lincoln é o nono livro da série Cotton Malone, desenvolvida por Berry desde 2006 e lançada pelo Grupo Editorial Record desde 2007. Quando tive a oportunidade de escolher a obra, a minha primeira preocupação era o quanto esse livro afetaria a minha compreensão, visto que é um autor semelhante a Agatha Christie, George Simenon e até Dan Brown.

Nem detetive, nem professor. Cotton Malone é um ex-agente do Departamento de Justiça  americano que está sempre envolvido em uma aventura. Sua parceira é Cassiopeia Vitt, que tem bastante importância em O Mito de Lincoln, mas que passa uma imagem apagada para qualquer leitor que nunca se aventurou com Berry.

O mesmo acontece com Malone. A impressão que tive foi que outros personagens eram mais importantes que o próprio dono da série. Aqui, um acontecimento do passado se mistura com o presente e a ficção se mistura com a realidade: Abraham Lincoln, que leva o nome da obra, é o fio que liga, mas são os mórmons que ganham espaço nas páginas.

Religião e política se encontram, mas em forma de duelo. Os dois dogmas entram em conflito e resultam em uma verdadeira aula de história, salvo de alguns relatos que são ficcionais, explicados pelo próprio autor no fim da obra. Mesmo sendo um livro de entretenimento, tenho que reconhecer que o estudo e pesquisa de Berry para desenvolver O Mito de Lincoln é admirável, apesar do fim ser o que esperávamos.

Em seu site oficial, Steve Berry recomenda seus livros para quem gosta de ação, segredos, história, conspirações e aventura internacional. Também não existe necessidade de ler a série em ordem, pois cada novela tem seu desfecho sem deixar brechas. No entanto, a leitura em ordem pode ajudá-lo na compreensão.

Não acho que Berry seja um escritor ruim, nem que sua obra seja rasa. Com o passar dos anos, a nossa experiência literária fica mais crítica e é impossível deixar passar despercebido algumas coisas. Notei que a divisão de capítulos em excesso é desnecessária, mas, de certa forma, contribuiu para uma leitura mais rápida. Ao mesmo tempo, a quantidade de personagens ainda continua sendo meu calcanhar de Aquiles e sinto um leve exagero em O Mito de Lincoln.

Dizem que leitura é um passatempo, mas a verdade é que sempre dá para aprender algo em cada aventura literária. Se quiser uma aula sobre religião e a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, essa é a sua chance. Caso você tenha outras crenças, não se atenha a esse detalhe. É realmente curioso saber como uma doutrina americana influenciou na história do país. Boa sorte!

“E todos nós realmente lidamos com a dor de maneiras diferentes.”

O_MITO_DE_LINCOLN

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s