Home

Serafina e a Capa Preta - Robert Beatty

Minha infância foi simples e não teve nada mirabolante. Cresci em meio à natureza e enxerguei como ela realmente é: bonita, limpa e refrescante. A imaginação sempre foi pé no chão naquela época, mas hoje, devo confessar que a fantasia tem se tornado algo fascinante e divertido. E, finalmente, os preconceitos literários estão cada vez menores.

Fiquei bastante contente em ter o privilégio de receber Serafina e a Capa Preta, do norte-americano Robert Beatty. Lançado em janeiro de 2018 pela nossa querida Editora Valentina, a obra é primeiro lugar na lista de best-sellers do New York Times e faz jus ao seu sucesso, indo além de uma ficção infantojuvenil.

Existe uma grande semelhança deste livro com O Segredo de Heap House e também com o seriado Desventuras em Série. Personagens infantis intrigados com um enigma que precisa ser resolvido, diferenças sociais, abandono de menores… Esses são apenas alguns dos pontos que gostaria de ressaltar, pois obras como essas são muito mais do que entretenimento: nos trazem muitos aprendizados.

Serafina, a personagem que leva o nome da obra, é a estrela da vez. Vive com seu pai na Mansão Biltmore, mais precisamente nos porões. Ninguém sabe da sua existência, quer dizer, pelo menos os ricos não podem saber. A única coisa que ela sabe é que é uma menina especial e com grandes habilidades, sendo essas suficientes para escapar do vilão que assombra o local.

O desaparecimento de algumas crianças é o que a motiva a descobrir a identidade do Homem da Capa Preta, antes que o rapto de todas elas aconteçam na Mansão. Existe uma floresta sombria que, mais do que um lugar frio e escuro, guarda segredos que só ela será capaz de descobrir. Mesmo que, para isso, ela tenha que se confrontar com seu passado.

Assim como a maioria dos livros infantojuvenis, Serafina e a Capa Preta demora para se desenvolver. A narrativa em primeira pessoa de Beatty mostra uma personagem cativante, mas que demora para convencer o leitor de sua importância. E é exatamente isso que faz com que a experiência seja divertida e prazerosa.

Essa leitura é a primeira parte da saga Serafina, de Robert Beatty. As expectativas para a continuação são grandes, pois deixa um gostinho de quero mais. Acredito que definir Beatty como um autor para crianças, adolescentes ou adultos é a forma mais ignorante de apreciar a literatura, que tem espaço para todos. Não julgue esse livro pela capa!

Serafina e a Capa Preta

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s