Home

O Livro do Perdão - Desmond Tutu & Mpho Tutu

Existe muita discussão por trás da palavra “perdão”. Apesar de ter apenas um significado no dicionário, o conjunto dessas seis letras gera desconforto: cada ser humano tem o seu conceito sobre “perdoar” e é difícil acreditar que ela realmente tenha outro sentido a não ser “seguir em frente”.

Mas seria possível continuar a viver quando sofremos uma perda irreparável? Seja uma morte, uma traição ou até mesmo uma simples desavença, o perdão tem o poder profundo de transformar as pessoas. E mesmo sendo um assunto típico de conversas no balcão do bar, acho que todos deveriam tentar entender as multifaces dessa importante decisão.

Afinal, perdoar nada mais é que orientar sua mente para uma outra direção. Acredite se quiser: existem coisas que podemos fazer para passar por esse processo sem tantos danos e sofrimentos. O Livro do Perdão, do arcebispo sul-africano Desmond Tutu, juntamente com sua filha Mpho Tutu, é um conglomerado de orientações sobre como superar os momentos difíceis. Entenda melhor o processo que consiste em quatro passos:

  1. Contar a história: seja ela para quem te fez sofrer ou para qualquer outra pessoa, é importante que o ocorrido seja contado várias vezes, de modo que a ferida possa ser cicatrizada.
  2. Dar vazão à mágoa: guardar sentimentos ruins faz com que a dor seja ainda maior. Quando você expõe seu sofrimento, a mágoa toma outra proporção e é possível superá-la nesse momento de fragilidade.
  3. Conceder o perdão: depois de todos os processos anteriores, é hora de decidir que você quer conceder o perdão para o seu agressor. A narrativa sugere que não existe tempo para isso acontecer, mas que é de extrema importância essa etapa.
  4. Renovar ou abrir mão do relacionamento: são relatados diversos casos de perdão onde vítima e agressor criam um novo relacionamento, diferentemente do que a maioria costuma fazer, que é se afastar de quem o machucou. Independentemente da sua escolha, é essencial que se decida a melhor forma de ter paz consigo mesmo.

Meditações, orações e exercícios também são sugeridos pelos autores. Acredito que a maior motivação para buscar o perdão depende do seu nível de maturidade e do tamanho da ferida. Existem pessoas (como eu) que têm mais dificuldade para aceitar os seus próprios erros e os erros dos outros, portanto, prolongam o sofrimento sem necessidade.

É inspirador ver os relatos nas páginas e descobrir que até as piores agressões podem ser perdoadas e reparadas. Diariamente, nos deparamos com situações das quais agiríamos de forma violenta, mas Desmond e Mpho mostram que o perdão tem um poder enorme sobre nossas vidas. Antes tarde do que nunca: peça e conceda o perdão.

“O perdão não é nada menos do que o modo como curamos o mundo. E curamos o mundo curando cada um de nossos corações.”

O Livro do Perdão

Fonte: Skoob

 

Anúncios

2 pensamentos em “O Livro do Perdão (Tutu, Desmond & Tutu, Mpho)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s