Home

O Idiota - André Diniz

Quem me conhece sabe que sou um apaixonado por histórias em quadrinhos e por fotografias em preto e branco. Muito disso tem relação com a minha infância, visitando bancas de jornal para ler as primeiras páginas de alguns mangás (que não tinha dinheiro para comprar) e dos famosos quadrinhos da Turma da Mônica.

Já a admiração por fotos em preto e branco veio um pouco tarde, quando estava mais maduro (porém, ainda assim fã de mangás) ou mais exatamente quando conheci o fantástico Sebastião Salgado. Mas, o que tudo isso tem a ver com O Idiota, de Fiódor Dostoiévski? Aqui, o clássico fica de lado e a discussão é sobre a edição em que o quadrinista André Diniz reimaginou deste clássico russo.

Em preto e branco e quase sem palavras e diálogos, Diniz me surpreendeu com esse romance máximo de Fiódor Dostoiévski. Sem medo algum de dizer, assumo não li a versão original, então, para mim, essa versão da história é tão original quanto e com uma profunda sensibilidade, levando-nos aos rincões dos abismos desse fantástico autor centenário.

Esta versão que a editora Quadrinhos da Cia., selo da Companhia das Letras, nos apresenta me lembra muito a tradição brasileira dos cordéis, amarrando assim, talvez de forma mais inesperada, os sertões brasileiros com a famosa tradição de autores russos.

Resenhista: Lucas Gonçalves

O_IDIOTA

Fonte: Skoob

Anúncios

Um pensamento em “O Idiota – O Clássico de Fiódor Dostoiévski em Quadrinhos (Diniz, André)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s