Home

A Metamorfose - Franz Kafka

Essa é a minha segunda experiência lendo Kafka, um escritor amado por muitos e odiado por outros, mas é impossível de questionar o seu papel e seu tamanho na literatura mundial, influenciando desde o colombiano Gabriel Gárcia Márquez até o japonês Haruki Murakami.

O grande poder deste austríaco está em A Metamorfose, que apresenta a vida de um homem normal como muito de nós: um rapaz que sustentava sua família, trabalhava arduamente (sem férias), fazia seu trabalho (sem elogios) e buscava, se não reconhecimento, ao menos a  aceitação de seus patrões.

Repentinamente, a vida de Gregor se transforma, ou melhor dizendo, se metamorfoseia e ele se torna um inseto asqueroso. E tudo isso acontece logo na primeira página! Kafka é daqueles que não esconde o jogo, mostrando ao leitor logo de cara o que terá que suportar durante toda a história, sempre nos colocando na “posição” desse homem que terá sobreviver assim.

“E por um momentinho permaneceu deitado quieto, respirando bem fraco, como se esperasse do silêncio total a volta das circunstancias reais e naturais.”

Obviamente, existem centenas de interpretações sobre A Metamorfose e acredito que Kafka seja tão profundo quanto seus contos e livros são tão complexos. É totalmente possível que cada interpretação esteja de certa maneira correta. Uma das coisas boas que você encontrará ao ler essa edição especial dos Grandes Nomes da Literatura da Folha é que estamos falando de uma edição repleta de notas explicativas que vão te ajudar a seguir nesse caminho nada fácil de conhecimento.

Como é impossível finalizar essa obra e não ficar com uma interrogação em sua mente (ou não fazer teorias e suposições), eu fiz a minha e quero compartilhar com vocês. Comecei a pensar em Gregor e em sua metamorfose, colocando no contexto se essa transformação mostra nada menos do que a definição de “feio” e tudo aquilo que a sociedade não aceita ou aquilo que sempre foge ao padrão de beleza.

Pense da seguinte forma: um dia, você acorda, seu corpo está totalmente alterado e quando você se descobre acaba não entendendo nada. Sua família, que deveria te aceitar, decide te humilhar e te esconder da sociedade, tudo isso porque você não está nos padrões aceitáveis de beleza que somos obrigados a nos modelar diariamente. É exatamente por esses motivos que o convido a ler essa grande obra com esse pensamento mais abrangente. Não tenha medo de pensar fora da caixa.

“Ele era um animal, uma vez que a música o tocava tanto?”

Resenhista: Lucas Gonçalves

A Metamorfose

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s