Home

O Poder do Hábito - Charles Duhigg

De segunda a sexta, acordo de manhã às 7h e começo a me arrumar para mais um dia de trabalho. Tomo o café da manhã e saio de casa para uma rotina que começa com um trajeto a pé, continua dentro do ônibus e trem e acaba com mais uma pequena caminhada. Almoço quase no mesmo horário e tento planejar a minha saída do mesmo jeito. Volto para casa com a certeza de uma mesa farta me esperando, além de um chuveiro quente. Cama e fim de mais um dia. Nos fins de semana, quanto menos regras, melhor.

O que alguns chamam de rotina, eu prefiro chamar de hábitos. Para o escritor americano Charles Duhigg, isso conseguiu ser pano para um assunto que poucos acreditam e muitos devem associar a autoajuda. Quando decidi ler O Poder do Hábito, percebi que o buraco é bem mais fundo. Afinal, por que tomamos certas atitudes em nossas vidas?

Para Duhigg, a explicação é bem simples. Todos os hábitos que temos, sejam eles relacionados a algo positivo ou negativo, estão implicados em um círculo vicioso que envolve três justificativas: deixa – rotina – recompensa. Ou seja, tudo o que você faz no seu dia a dia, de certa forma, envolve uma sensação de sempre estar ganhando algo.

Isso é algo que se desdobra para todas as esferas do cotidiano: funciona em casa, no trabalho, na escola e até na rua. Faz com que nem a ciência consiga explicar como uma pessoa com doenças psicológicas que afetam a memória é capaz de continuar fazendo as mesmas coisas todos os dias, apesar de todos os pesares.

No entanto, nem tudo são flores. Uma das partes mais difíceis de digerir em O Poder do Hábito é quando Duhigg começa a fazer analogias do hábito com a religião. Chega a ser uma leitura tão densa que causa rejeição nas primeiras páginas. Quanto ao principal destaque da obra, podemos ressaltar os ensinamentos que grandes líderes promoveram nas empresas.

Em meio a uma rotina tão frenética, nos esquecemos que, quando fazemos algo que nos deixa infeliz, é porque isso está arraigado em nossos hábitos. No início, sempre vamos ter aquela sensação de recompensa, mas logo depois bate o arrependimento. Enquanto uns dizem que apostar dinheiro em cassinos é um vício, Duhigg eleva a pauta em uma discussão muito saudável. O que te faz feliz por alguns segundos e depois te causa tristeza?

Vários exemplos caberiam aqui, mas a verdade é que todos nós temos algo a aprender. Não se assuste com as mais de 400 páginas, pois elas passam em uma velocidade tão rápida que nem dá para perceber. Se em algum momento de sua vida surgir a seguinte dúvida: “por que faço isso? “, procure motivos reais para refletir. Ou uma boa leitura para distrair, como essa daqui.

O Poder do Hábito

Fonte: Skoob

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s