Home

A Princesa Salva a Si Mesma Neste Livro

Cresci em uma sociedade em que a definição do conto de fadas moderno é um filme da Sessão da Tarde embalado com a companhia de um travesseiro macio e uma caixa de lenços. Viver em uma comunidade que pensa que a delicadeza é sinônimo de fraqueza e que a felicidade é cor de rosa me faz entender o tamanho da importância de algumas obras atuais.

Nos corredores das livrarias, a temática é contemporânea e mais real impossível: sobre mulheres em busca do amor-próprio, do empoderamento e da inspiração para esquecer todas as perdas e sofrimentos inerentes a qualquer ser humano, mas principalmente a elas. A Princesa Salva a Si Mesma Neste Livro, da norte-americana Amanda Lovelace, é uma voz que reacende a discussão do que é ou não é poesia e sobre como podemos construir as pessoas com narrativas como as dela.

A princípio, devemos reconhecer antes a sua semelhança com Outros Jeitos de Usar a Boca, da indiana Rupi Kaur, fazendo com que Lovelace seja um outro fenômeno deste tipo de poesia que tem como principais características o cotidiano e os sentimentos nas palavras. Seria esta a mais nova fórmula de construir uma narrativa e vender milhões de exemplares? Eis a questão que me faz considerar o valor desse tipo de livro.

Apesar de toda essa desconfiança com Lovelace, consegui entender que A Princesa Salva a Si Mesma Neste Livro é uma obra que causa comoção, pois gera reconhecimento entre autor e leitor. É por meio de similaridades que nos sentimos atraídos pelas pessoas e pelo que elas dizem. Afinal, quanto mais a ideia é próxima de seu receptor, mais chances tem de ser aceita.

A nota baixa reflete um pouco da mesma decepção que tive com Kaur. É um livro que proporciona apenas duas polaridades, sendo difícil consumi-lo e ter uma opinião neutra. Em meio a esse mar de autores literários que seguem a mesma estratégia, podemos usar a matemática que o tempo dedicado à obra é um valor justo. Às vezes é bom sair da bolha e cair na boca do povo.

A_PRINCESA_SALVA_A_SI_MESMA_NESTE_LIVRO

Fonte: LeYa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s